CIDADE RE-VISTA: EFEITOS DE VIAGEM/TURISMO E SUJEITO-DE-DIREITO NO DISCURSO JORNALÍSTICO

Edilberto Vinícius Brito Nascimento

Resumo


Resumo:
A revista de viagens é nodal para compreender o elo (significando) entre cidade e turismo. A partir da contribuição teórico-prática da Análise do Discurso, investigo neste artigo como o discurso jornalístico — o corpus é constituído por edições de “Viagem e Turismo”, “Viaje Mais” e “Qual Viagem” — faz circular sentidos sobre cidade e trabalha efeitos de viagem/turismo pela existência mesma do sujeito-de-direito em uma formação social que tende a opor trabalho a lazer.
Palavras-chave: revista de viagens; Análise do Discurso; discurso jornalístico; efeitos de viagem/turismo; cidade.

EFFECTS OF TRAVEL/TOURISM AND SUBJECT OF LAW IN JOURNALISTIC DISCOURSE

Abstract:
The travel magazine is nodal to understand the relation (meaning) between City and tourism. From the theoretical-practical contribution of Discourse Analysis, I investigate in this paper how journalistic discourse — the corpus is constituted by editions of "Viagem e Turismo", "Viaje Mais" and "Qual Viagem" — circulate meanings about City and works travel / tourism effects by the existence of the “sujeito-de-direito” in a social formation that tends to oppose work to leisure.
Keywords: travel magazine; discourse analysis; journalistic discourse; travel/tourism effects; City.


Palavras-chave


revista de viagens; Análise do Discurso; Discurso jornalístico; Efeitos de viagem/turismo; Cidade

Texto completo:

PDF

Referências


BORGES, J. L. Jorge Luis Borges Obras Completas 1923-1972. Buenos Aires: Emecé Editores, 1984. Disponível em: https://goo.gl/VXL2Mr. Acessado em: 29 abr. 2019.

CERTEAU, M. de. A cultura no plural. Tradução de Enid Abreu Dobránszky. 7a ed. Campinas: Papirus, 2014.

COURTINE, J-J. Analyse du discours politique. Langages 64. Prefácio de Michel Pêcheux. Paris: Larousse, 1981.

FOUCAULT, M. Surveiller et punir. Naissance de la prison. Paris: Belfond. 2004. Disponível em: https://goo.gl/5v3Ja8. Acessado em: 29 abr. 2019.

FREUD, S. História de uma neurose infantil: (“O homem dos lobos”): além do princípio do prazer e outros textos (1917-1920). Tradução de Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

HAROCHE, C. Fazer dizer, querer dizer. Tradução de Eni P. Orlandi. São Paulo: Editora Hucitec, 1992.

JANÉ, M. B. Periodismo de Viajes: Análisis de una especialización periodística. Sevilla: Comunicación Social, 2002.

KRIPPENDORF, J. Sociologia do turismo: Para uma nova compreensão do lazer e das viagens. São Paulo: Aleph, 2006.

KRISTEVA, J. Extranjeros para nosotros mismos. Tradução de Xavier Gispert. Barcelona: Plaza & Janes Editores, 1991.

LAGAZZI, S. Linha de Passe: a materialidade significante em análise. RUA [online]. 2010, no. 16. Volume 2. Disponível em: https://goo.gl/L2gdia. Acessada em: 29 abr. 2019.

LEFEBVRE, H. O direito à Cidade. Tradução de Rubens Eduardo Frias. São Paulo: Centauro, 2009.

LE GOFF, J. Por amor às cidades: conversações com Jean Lebrun. Tradução de Reginaldo Carmello Corrêa de Moraes. São Paulo: Editora da UNESP, 1988.

MAGALHÃES, B.; MARIANI, B. PROCESSOS DE SUBJETIVAÇÃO E IDENTIFICAÇÃO: IDEOLOGIA E INCONSCIENTE. Linguagem em (Dis)curso, Palhoça, v. 10, n. 2, p.p. 391-408, maio/ago. 2010.

NASCIMENTO, E. V. B. Discursos sobre cidade e efeitos do exótico no jornalismo de viagens. 2019. 1 recurso online (139 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP.

ORLANDI, E. P. Discurso e Leitura. São Paulo: Cortez e Editora da UNICAMP, 1988.

ORLANDI, E. P. Efeitos do verbal sobre o não verbal. Rua, Campinas, 1:35-47, 1995.

ORLANDI, E. P. Interpretação: autoria, leitura e efeitos do trabalho simbólico. Petrópolis: Vozes, 1998.

ORLANDI, E. P. Análise de Discurso: Princípios e procedimentos. 8. ed. Campinas: Pontes, 2009.

PÊCHEUX, M. O Discurso: estrutura ou acontecimento. Tradução por Eni P. Orlandi. 7a edição, Campinas: Pontes Editores, 2015.

RIVAS NIETO, P. E. Historia y naturaleza del periodismo de viajes: desde el Antiguo Egipto hasta la Actualidad. Madrid: Miraguano Ediciones, 2006.

ROBIN, R. A Memória Saturada. Tradução de Cristiane Dias e Greciely Costa. Campinas: Editora da Unicamp, 2016.

SAUSSURE, F. de. Curso de linguística geral. Tradução de Antônio Chelini, José Paulo Paes, Izidoro Blikstein. São Paulo: Cultrix, 2006.

SENNETT, R. A cultura do novo capitalismo. Tradução de Clóvis Marques. Rio de Janeiro: Record, 2006.

URRY, J. O olhar do turista: lazer e viagens nas sociedades contemporâneas. Tradução de Carlos Eugênio Marcondes de Moura. São Paulo: Studio Nobel, 1999.

WENZEL, K.; JOHN, V. M. Jornalismo de viagens: análise das principais revistas brasileiras. Revista Estudos em Comunicação, nº 11, 2012. Disponível em: www.ec.ubi.pt/ec/11/pdf/EC11-2012Mai-14.pdf. Acessado em: 29 abr. 2019.

Dicionários

BOTTOMORE, T. Dicionário do pensamento marxista. Tradução de Waltensir Dutra. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2012.

BUENO, F. da S. Grande Dicionário Etimológico-Prosódico da Língua Portuguesa: Vocábulos, expressões da língua geral e científico-sinônimos contribuições do Tupi-Guarani. Edição Saraiva: São Paulo, vol. 3, 1965.

COROMINAS, J. Breve diccionario etimológico de la lengua castellana. Editorial Gredos: Madrid. 1987. Disponível em: https://goo.gl/XMjrjL. Acessado em: 29 abr. 2019.

Revistas

CAZZAMATTA, R. Prost! Baviera. Viaje Mais. São Paulo, n. 193, 2017.

FAVORETTO, B. Descomplicada e perfeitinha. Viagem e Turismo. São Paulo, ed. 266, 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.35501/dissol.v0i9.577

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Edilberto Vinícius Brito Nascimento

Indexação:

                        

 

Associação: