O QUE É GOLDEN SHOWER? EFEITOS DE SENTIDO PRODUZIDOS POR INTERNAUTAS SOBRE O LUGAR DE PRESIDENTE DE BOLSONARO EM PUBLICAÇÕES NO TWITTER

DALEXON SÉRGIO DA SILVA

Resumo


Resumo:

Este artigo analisa quatro comentários de internautas, acerca de uma publicação do presidente Bolsonaro, em 06/03/2019, no Twitter, sobre o que é golden shower. Isso, após publicar um vídeo de nudez pública com um
carnalavesco urinando no outro. Assim, à luz da perspectiva teórica e dos procedimentos analíticos da Análise do Discurso de linha francesa (AD), baseado nos estudos de Pêcheux na Europa, Orlandi e estudiosos no Brasil, este trabalho mobiliza os conceitos de sujeito, posições-sujeito, discurso, memória discursiva, formações imaginárias e discursivas, para analisar esses comentários, que funcionam como unidades de sentido em relação à situação.

Palavras-chave: Posições-sujeito; Discurso. Memória discursiva; Formação discursiva; Formações imaginárias.

 

WHAT IS GOLDEN SHOWER? EFFECTS OF SENSE ON BOLSONARO’S PLACE OF PRESIDENT ON TWITTER


Abstract:
This article analyzes four comments from internauts, about a publication of President Bolsonaro, on 06/03/2019, on Twitter, about what golden shower is.This after publishing a video of public nudity with a carnival player urinating on another one. Thus, in the light of the theoretical perspective and analytical procedures of the French Discourse Analysis (FDA), based on the studies of in Europe, and Orlandi and scholars in Brazil, this article mobilizes the concepts of subject, subject-positions, discourse, discursive memory, imaginary and discursive formations to analyze these comments which function as units of meaning in relation to the situation.

Keywords: Subject-positions; Discourse; Discursive memory; Discursive formation; Imaginary formations.


Palavras-chave


Posições-sujeito; Discurso. Memória discursiva; Formação discursiva; Formações imaginárias.

Texto completo:

PDF

Referências


BRANDÃO, Helena H. Introdução à Análise do Discurso. Campinas, SP: Editora Unicamp, 2004.

COURTINE, Jean-Jacques. O discurso comunista endereçado aos cristãos. São Carlos: EduFscar, 2009.

GADET, F.; HACK, T. Por uma análise automática do discurso. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 1990.

INDURSKY, F. Da interpelação à falha no ritual: a trajetória teórica da noção de formação discursiva. In: BARONAS, R. L. (Org.). Análise do discurso: apontamentos para uma história da noção-conceito de formação discursiva. São Carlos, SP: Pedro & João Editores, 2007. p. 75-88.

_____. A fala dos quartéis e as outras vozes. Campinas - SP: Editora da UNICAMP, 1997.

LAGAZZI, S. Linha de Passe: a materialidade significante em análise. RUA [online] – Revista do Laboratório de Estudos Urbanos do Núcleo de Desenvolvimento da Criatividade. Disponível em: < http://www.labeurb.unicamp.br/rua/>, n. 16, v. 2, 2010, acessado em 12 de janeiro de 2019.

_____. O recorte significante da memória. In: INDURSKY, F.; FERREIRA, M. C. L.; MITTMANN, S. (Org.) O discurso na contemporaneidade. São Carlos, SP: Claraluz, 2009, p. 65-78.

ORLANDI, Eni P. Análise do Discurso: princípios & procedimentos. São Paulo: Pontes, 2005.

_____. Eu, tu, ele: discurso e real da história. Campinas – SP, Pontes editores, 2017.

_____. A Linguagem e seu funcionamento: as formas do discurso. Campinas: Pontes, 2006.

_____. Discurso e texto: formação e circulação dos sentidos. Campinas: Pontes, 2001.

_____. As formas do silêncio: no movimento dos sentidos. Campinas - SP: Editora da UNICAMP, 2007.

PÊCHEUX, M. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2014.

_____. Análise de Discurso, Michel Pêcheux: textos escolhidos por Eni Orlandi. Campinas – SP: Pontes Editores, 2012.

_____. O discurso: estrutura ou acontecimento. 2ª ed. São Paulo: Pontes, 1997.

_____. Papel da memória. In: ACHARD, P. et AL. (Org.). Papel da memória. Tradução e introdução de José Horta Nunes. Campinas: Pontes, 1999, p. 49-57.

PÊCHEUX, M.; FUCHS, C. A propósito da análise automática do discurso: atualização e perspectivas (1975). In: GADET, F.; HACK, T. (Orgs). Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. Campinas- SP: Unicamp, 1993.

SILVA, D. S. Ratos governadores? Memória discursiva, posições-sujeito e ideologia na produção de sentidos numa charge política. Pouso Alegre: Revista DisSoL, UNIVÁS, ano IV, nº 7, jan-jun/2018 – ISSN 2359-2192. Disponível em: http://ojs.univas.edu.br/index.php?journal=revistadissol&page=article&op=view&path%5B%5D=337 Acessado em: 09/03/2019.




DOI: http://dx.doi.org/10.35501/dissol.v0i9.563

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 DALEXON SÉRGIO DA SILVA

Indexação:

                        

 

Associação: