O ETHOS DISCURSIVO EM O JORNAL DAS SENHORAS: A VOZ FEMININA NO SÉCULO XIX

Sandro Luis Silva

Resumo


Resumo:
Os dois principais centros da produção periodística feminina no Brasil se concentraram em Recife e no Rio de Janeiro e desta cidade saiu o primeiro jornal dirigido por uma mulher, que circulou nos anos 1852, 1853 e 1855. Este artigo objetiva socializar reflexões sobre a voz feminina no século XIX e a constituição do ethos discursivo feminino, a partir de uma pesquisa cujo corpus são os editoriais do jornal impresso O Jornal das Senhoras. Analisamos o editorial da edição de 08 de maio de 1853. Pautamo-nos nos estudos de Maingueneau (1997, 2008, 2011, 2015 e 2016) e Amossy (2008), quanto ao discurso e ao ethos discursivo. E, ainda, em Melo (1985), Souza (2006) e Silva (2007), no tocante ao editorial e Sodré (2011), Mouillaud e Porto (2012), Buitoni (1981, 2009) quanto à imprensa escrita. A análise do discurso do corpus constatou que a voz enunciadora revela não só a consciência da realidade em que estava inserida, como também a necessidade de se lutar pelos direitos das mulheres daquele século XIX no Brasil.

Palavras-chave: discurso; jornal; ethos feminino.

 

THE DISCURSIVE ETHOS IN O JORNAL DAS SENHORAS: THE VOICE FEMININE IN THE 19TH CENTURY

Abstract:
The two main centers of women's journalistic production in Brazil were concentrated in Recife and Rio de Janeiro and from this city came the first newspaper directed by a woman, which circulated in the years 1852, 1853 and 1855. This article aims to socialize reflections on the voice feminism in the nineteenth century and the constitution of the feminine discursive ethos, based on a research whose corpus are the editorials of the printed newspaper O Jornal das Senhoras. We analyze the editorial of the May 08, 1853 issue. We focus on the
studies of Maingueneau (1997, 2008, 2011, 2015 and 2016) Amossy (2008) on discourse and the discursive ethos. And in Melo (1985), Souza (2006) and Silva (2007), regarding the editorial and Sodré (2011), Mouillaud and Porto (2012), Buitoni (1981, 2009) regarding the written press. The analysis of the corpus discourse found that the enunciating voice reveals not only the consciousness of the reality in which it was inserted, but also the need to fight for the rights of women of that nineteenth century in Brazil.

Keywords: speech; newspaper; female ethos.


Palavras-chave


discurso; jornal; ethos feminino.

Texto completo:

PDF

Referências


AMOSSY, R. Da retórica de ethos à análise do discurso. In: Imagens de si no discurso: a construção do ethos. São Paulo: Contexto, 2005a. p.9-27.

AMOSSY, R. O ethos na intersecção das disciplinas: retórica, pragmática, sociologia dos campos. In: Imagens de si no discurso: a construção do ethos. São Paulo: Contexto, 2005b. p. 119-144.

BUITONI, D. S. Mulher de Papel. São Paulo: Summus, 2009.

_____________. A imprensa feminina. São Paulo: Ática, 1981.

CHARAUDEAU, P. e MAINGUENEAU, D. Dicionário de análise do discurso. São Paulo: Contexto, 2012.

CRUZ, H. de F. São Paulo em Papel e Tinta: periodismo e vida urbana – 1890-1915. São Paulo: EDUC; FAPESP; Arquivo do Estado de São Paulo; Imprensa Oficial SP, 2000.

MAINGUENEAU, D. Novas tendências em análise do discurso. Campinas: Pontes, 1997.

_________________. Discurso literário. São Paulo: Contexto, 2006.

_________________. Cenas da Enunciação. São Paulo: Parábola, 2008.

_________________. Análise de textos de comunicação. São Paulo: Cortez, 2011.

_________________. Discours et analyse du discours. Paris: Armand Colin, 2014.

MELO, M. J. A opinião no jornalismo brasileiro. Petrópolis: Vozes, 1985.

MOUILLAUD, M. e PORTO, S. D. (org.). O jornal - da forma ao sentido. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2012.

PEREIRA, R. M. F.; ROCHA, T. F. da. Discurso midiático: análise

retórico-jornalística do gênero editorial. Maceió, 2006.

REZENDE, F. O jornal e o jornalista: atores sociais no espaço público contemporâneo in SOUSA, M. W. (org.). Recepção midiática e espaço público - novos olhares. São Paulo: Paulinas, 2006, p. 179-198.

SILVA, P. H. Os gêneros jornalísticos e as várias faces da notícia. Dissertação (Mestrado em Linguística). Instituto de Letras e Linguística da Universidade Federal de Uberlândia. Uberlândia, 2007.

SOUZA, M. M. Transitividade e construção de sentido no gênero editorial. Universidade Federal de Recife. Recife, 2007.

TRAQUINA, N. O estudo do jornalismo no século XX. São Leopoldo: Editora Unisinos, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.35501/dissol.v0i9.536

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Sandro Luis Silva

Indexação:

                        

 

Associação: