DISCURSO E DOCUMENTÁRIO: AS PALAVRAS DA CIDADE EM IMAGENS

Atilio Catosso Salles

Resumo


Resumo:

Filiados ao domínio teórico e metodológico da Análise de Discurso, propomos dar a ver um percurso de questões (constituído pela sua opacidade) que se colocaram no gesto de se fazer pesquisa. Questões que tocam a questão do funcionamento discursivo da imagem e seu modo de organização. A imagem produz narratividade? De que modo? O corpus da presente reflexão foi construído a partir do recorte de algumas imagens do documentário Território Vermelho (2004), de autoria do cineasta Kiko Goifman. Por se tratar de um modo específico de significar, a imagem, em sua forma de realização no cinema, pelo efeito de captura e edição, pressupõe a relação com o histórico e o social.

Palavras-chave: documentário; imagem; interpretação.

 

DISCOURSE AND DOCUMENTARY: ONGOING ISSUES


Abstract:

Affiliated to the theoretical and methodological domain of Discourse Analysis, we propose a script of its questions (constituted by its opacity) that did not put any gesture of doing research. Questions that touch upon a question of the discursive functioning of the image and its mode of organization. Does an image produce narrativity? How? The corpus of the present reflection was constructed from the record of some images of the documentary Território Vermelho (2004), by the filmmaker Kiko Goifman. Because it is a specific way of meaning, the image, in its form of realization in the cinema, by the effect of capture and edition, presupposes the relation with the historical and the social.

Keywords: documentary; image; interpretation.


Palavras-chave


documentário; imagem; cidade.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBAI, Marcos Aurélio. Uma imagem na cidade: no flagrante um sentido. Cad.Est.Ling., Campinas, 53(2):169-178, Jul./Dez. 2011

BARBOSA-FILHO, Fábio Ramos. A escrita urbana no (des)limites do impossível. Dissertação. Unicamp, 2012.

COSTA, Greciely Cristina. Linguagem em funcionamento: sujeito e criminalidade. Dissertação. Unicamp. 2008.

GOIFMAN, Kiko. Território Vermelho [documentário–vídeo]. Produção de Jurandir Muller, direção de Kiko Goifman, São Paulo, 2004.

LAGAZZI-RODRIGUES, Suzy. Linha de Passe: a materialidade significante em análise. RUA [online], 2010, no. 16. Volume 2 - ISSN 1413-2109.

_____. O discurso em diferentes territórios: o vermelho entre todas as cores, 12/2012, "Discurso, Sujeito, Memória", Capítulo, ed. 1, Pontes, pp. 16, pp.83-98, 2012

FEDATTO, Carolina Padilha, 1983- Um saber nas ruas: o discurso histórico sobre a cidade brasileira / Carolina Padilha Fedatto. -- Campinas, SP : [s.n.], 2011.

NUNES, J. H. (2006b) Escrita e subjetivação na cidade. Em: MARIANI, B. (org.) A escrita e os escritos: reflexões em análise do discurso e psicanálise, São Carlos: Ed. Claraluz, 2006.

ORLANDI, Eni P. (1984). Segmentar ou Recortar. In: Série Estudos 10. Uberaba: FIU.

_____. Efeitos do verbal sobre o não-verbal. In.: Revista Rua. Campinas, S/ed. : março, 1995 – nº.01

_____. Interpretação: Autoria, leitura e efeitos do trabalho simbólico. Petrópolis-RJ Vozes, 1996.

_____. Cidade dos sentidos. Campinas/SP: Pontes, 2004.

_____. Violência e processo de individuação dos sujeitos na contemporaneidade. Apresentado no primeiro I CIAD – Colóquio Internacional de Análise de Discurso-, na Universidade Federal de São Carlos, 2006.

_____. História das ideias lingüísticas: construção do saber metalingüístico e constituição da língua nacional. Campinas: Pontes, Cáceres: Unemat, 2001.

PÊCHEUX, M.L'étrange miroir de l'Analyse Du Discours.In: Langages nº 62, Paris, pp. 5-8; juin 1981.

_____. O discurso: estrutura ou acontecimento. Trad. Eni Orlandi. Campinas, SP: Pontes, 1990.

_____. (1975) Semântica e Discurso: Uma Critica à Afirmação do Óbvio. Campinas, SP. Editora da UNICAMP. 2009.

PÊCHEUX, Michel (1969). Análise Automática do Discurso (AAD-69). In: GADET & HAK (org). Por uma análise automática do discurso. Campinas: Ed. Unicamp, 1990, p.61- 162.

_____. Papel da memória. In: ACHARD, Pierre et. al.. Papel da Memória. Campinas/SP: Pontes, 1999.

ROLNIK, Sueli. Uma insólita viagem à subjetividade fronteiras com a ética e a cultura. 1997. Disponível em:.Acesso em: 23jan. 2014

SOUZA, Tania C. Clemente de. A análise do não verbal e os usos da imagem nos meios de comunicação. Revista Ciberlegenda, n.6, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.35501/dissol.v0i9.526

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Atilio Catosso Salles

Indexação:

                        

 

Associação: