PRIMEIRA EXPERIÊNCIA CLÍNICA EM PSICOTERAPIA DE CASAL E FAMÍLIA: RELATOS DE ESTUDANTES

  • Rafaela Grumadas Machado Universidade Estadual de Londrina
  • Maíra Bonafé Sei Universidade Estadual de Londrina
  • Sandra Aparecida Serra Zanetti Universidade Estadual de Londrina

Resumo

O primeiro atendimento clínico do estudante de graduação em Psicologia desperta sensações como insegurança, medo e ansiedade, podendo ser mais intensas no atendimento a casal e família, dada a complexidade deste tipo de intervenção. Objetivou-se, assim, investigar como estudantes vivenciaram o primeiro atendimento familiar. Para tanto, foram entrevistados estudantes-terapeutas vinculados à prática da psicoterapia psicanalítica a casais e famílias em um serviço-escola de Psicologia. Os dados coletados foram divididos em unidades temáticas elencando-se as seguintes categorias: ansiedades/inseguranças vivenciadas diante da primeira experiência clínica, a importância da supervisão para o desenvolvimento desta atividade, o conhecimento teórico e pessoal do estudante acerca da temática, além de fatores específicos deste primeiro atendimento. O primeiro atendimento clínico familiar foi visto como um momento que gera insegurança e ansiedade, mas que também confirma o interesse pela psicologia clínica, assemelhando-se a estudos sobre a experiência do primeiro atendimento clínico na psicoterapia individual.Palavras-chave: Clínica de Orientação Psicológica. Curso de Psicologia.  Psicoterapia Familiar. Psicologia Clínica. Psicanálise.

Biografia do Autor

Rafaela Grumadas Machado, Universidade Estadual de Londrina
Bacharel em Psicologia pela Universidade Estadual de Londrina
Maíra Bonafé Sei, Universidade Estadual de Londrina
Psicóloga; Mestre e Doutora em Psicologia Clínica – IP-USP; Professora Adjunta do Departamento de Psicologia e Psicanálise da Universidade Estadual de Londrina
Sandra Aparecida Serra Zanetti, Universidade Estadual de Londrina
Psicóloga; Mestre, Doutora e Pós-Doutora em Psicologia Clínica – IP-USP; Professora Adjunta do Departamento de Psicologia e Psicanálise da Universidade Estadual de Londrina
Publicado
2016-04-23
Seção
Artigo