Concepções dos professores coordenadores sobre estudantes com autismo

  • Cintia Souza Borges de Carvalho Diretoria de Ensino da Região de Itaquaquecetuba - São Paulo
  • Gabriely Cabestré Amorim Universidade Estadual Paulista - UNESP http://orcid.org/0000-0002-0657-0552

Resumo

A presente pesquisa analisa as concepções de professores coordenadores (PC) atuantes no Ensino Fundamental (EF) - anos iniciais, sobre a inclusão de estudantes com autismo. Objetivou-se descrever, sob a ótica desses profissionais, as concepções a respeito de estudantes com autismo, refletindo sobre como estas podem influenciar na formação continuada dos professores e, consequentemente, na inclusão destes alunos. Trata-se de pesquisa qualitativa, em que foram realizadas entrevistas durante os meses de setembro e outubro de 2015, com cinco PC responsáveis pelo EF. Os dados indicam que, embora conheçam as definições sobre o autismo, ainda possuem uma visão médica sobre seus estudantes, a qual exerce influência na inclusão no ensino regular, na relação com as famílias e, sobretudo, na formação dos educadores. Assim sendo, considera-se fundamental uma formação sistemática aos PC sob uma perspectiva reflexiva e inclusiva, para que se possa articular o trabalho pedagógico com os professores, possibilitando real inclusão do estudante com autismo.

Biografia do Autor

Cintia Souza Borges de Carvalho, Diretoria de Ensino da Região de Itaquaquecetuba - São Paulo
Pedagoga, formada pela Faculdade Bandeirantes de Educação Superior - UNISUZ/ Suzano - SP (2006). Pós-graduada em Educação Especial e Inclusiva pela Universidade Gama Filho - UGF (2011); especialista em Transtornos Globais do Desenvolvimento pela Universidade Estadual Paulista ?Júlio de Mesquita Filho? - UNESP (2016). Professora dos anos iniciais do Ensino Fundamental, efetiva desde 2006 na Secretaria da Educação do Estado de São Paulo e designada, desde 2009, como Professora Coordenadora do Núcleo Pedagógico na área de Educação Especial na Diretoria de Ensino da Região de Itaquaquecetuba/SP. Docente em cursos de pós-graduação e assistente de seleção de objetos digitais de aprendizagem na iniciativa "Currículo +" - plataforma online de conteúdos digitais articulados com o Currículo Oficial do Estado de São Paulo.
Gabriely Cabestré Amorim, Universidade Estadual Paulista - UNESP
Doutoranda em Educação na área de Educação Especial (UNESP - Marília). Mestre em Educação na área de Educação Especial - UNESP - Campus de Marília (2015). Possui graduação em Pedagogia pela UNESP - Campus de Bauru (2010), Aperfeiçoamento em Produção de Material Didático para Diversidade pela UNESP - Campus de Bauru (2015). Experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino-Aprendizagem, Educação Especial e Educação Infantil. Participante do Grupo de Pesquisa "Deficiências Físicas e Sensoriais - UNESP Marília" e do grupo "A inclusão da pessoa com deficiência, TGD/TEA ou superdotação e os contextos de aprendizagem e desenvolvimento - UNESP Bauru". Atua como orientadora da Redefor nos cursos de Especialização em Educação Especial na perspectiva da educação inclusiva.
Publicado
2018-04-16