FALAR DE POESIA, DEPENDE

  • ´Valéria Regina Ayres Motta
Palavras-chave: poesia, lingua, trajeto

Resumo

Este escrito só pode pretender narrar  minha trajetória de pesquisadora no terreno dos estudos da linguagem, se assim o fizer de forma resumida e incompleta. O que trago aqui, passa apenas por breves menções à  minha primeira experiência como pesquisadora no programa de Mestrado,  alcança algumas questões centrais tratadas em minha tese de doutorameno, e chega a uma rápida e insatisfatória menção sobre o objeto de pesquisa de meu interesse no programa de pós-doutoramento. Dada a impossibilidade de dizer tudo o que se pode ter em termos de experiência, falar de um percurso de pesquisa em poucas páginas é, de certo modo, se assujeitar ao método, e nesses termos,  isso não se daria  a não ser a partir de  determinadas exclusões. Resta então, a promessa não formulada.

Referências

BATAILLE, Georges. O erotismo. Autêntica Editora, 2013.
BECKETT, Samuel. Esperando Godot. Tradução de Fábio de Souza Andrade. São Paulo: Cosac Naify, 2005.
__________. Malone morre. São Paulo: Códex, 2004.
__________. Fim de Partida. Tradução de Fábio de Souza Andrade. São Paulo: Cosac Naify, 2002.
GADET F.; PÊCHEUX, M. (1981) A Língua Inatingível – o discurso na história da linguística. Trad. Bethânia Mariani. Campinas: Pontes, 2004.
LACAN, Jacques. (1972-3) O seminário, livro 20. mais, ainda. Rio de Janeiro: Zahar Ed., 2008.
LECOURT, Dominique. Para uma crítica da epistemologia. Lisboa: Assírio e Alvim, 1980.
MOTTA, V.R.A. O poético na análise do discurso DE Michel Pêcheux. Campinas, SP: Pontes Ediores, 2019.
__________. Sujeito, língua estrangeira e sentido – Experiências discursivas no processo de ensino-aprendizagem de língua inglesa em curso de Letras. Dissertação (Mestrado) – Universidade do Vale do Sapucaí. Curso de Mestrado em Ciências da Linguagem. Pouso Alegre, 2010.
PÊCHEUX, M. (1975) Semântica e discurso – uma crítica à afirmação do óbvio. Trad. Eni Pulcinelli Orlandi [et al.] Campinas: Editora da Unicamp, 2009.
______. (1982) Ler o arquivo hoje. In: ORLANDI, Eni Puccinelli (org.)
______. (1982) Sobre a (des-)construção das teorias linguísticas. In:
______. (1983) Discurso: estrutura ou acontecimento. Trad. Eni
______. (1984
Publicado
2020-12-07
Como Citar
Motta´. R. A. (2020). FALAR DE POESIA, DEPENDE. Revista DisSoL - Discurso, Sociedade E Linguagem, (12), 4-12. Recuperado de http://ojs.univas.edu.br/index.php/revistadissol/article/view/894